É com enorme satisfação que vemos a nossa música atingir a excelência em suas produções audiovisuais, pois, tão importante quanto termos boas canções e bons intérpretes, é criar transmissões artísticas visuais e sonoras sensivelmente equivalentes, principalmente em tempos de Instagram, YouTube e Vimeo – rede e plataformas que têm impulsionado o trabalho de muita gente.

Nos últimos dias tivemos bons exemplos disso. As bandas No Essence e Furit lançaram clipes de singles com uma produção impecável.

A Furit lançou o clipe de Eternal Suffering, uma pancada certeira na nuca. Com uma produção excelente, a banda mostra todo o peso do seu metal e com uma temática bem presente nos dias atuais: a falta de esperança, seja ela em que ou em quem.

O clipe traz belas e angustiantes imagens, que ajudam a transmitir a a ideia de Eternal Suffering. Vale muito a pena conferir.

A No Essence traz no belo clipe de Aonde Vou versos que nos remetem a um resquício de esperança, ainda que solitário. O clipe contou com a direção, roteiro (dividido com a banda) e fotografia de Renan Melo.

O clipe intercala imagens da banda tocando num galpão com um casal desesperançoso. Tudo isso vai numa crescente até terminar com uma mensagem bem positiva.

Estes são apenas dois exemplos de como nossa produção áudiovisual vem crescendo e fazendo ótimos trabalhos, sem esquecer de outros trampos, como as excelentes sessions que o Estúdio 202 vem fazendo, com ótimos resultados e que abordaremos isso em outro momento.

Curtam os trabalhos, compartilhem, comentem, façam acontecer!

*Rubens Lerneh