Obtus – na estrada há 23 anos

Hoje o Obtus faz 23 anos de vida, suor e muito hardcore nas veias. Dividindo com o Káfila (que é um pouco mais velho) o posto de pilares do Hardcore piauiense, o Obtus começou sua trajetória tocando nos diversos palcos do Piauí até que em 2002 lança o clássico EP Sangue no Olho, que trás na sua faixa-título um dos grandes bordões do HC Piauiense, ficando atrás apenas de “A Caravana não Para”, da faixa Caravana que também é presente desse petardo. 

O tempo passou e após o lançamento do EP Nokku (2012), que trouxe a trilogia do político ladrão, lançaram em 2014 o “Ver, Ouvir Calar”, que é o primeiro full álbum da banda.

Nesses 23 anos na luta pelos palcos piauienses e de outros locais do Norte/Nordeste, o Obtus é pra’queles que curtem o Hardcore referência. E uma das poucas bandas que levam dos vovôs aos netinhos para bater cabeça quando se reúnem pra tocar.   

Em conversa com o vocalista Chakal Pedreira, ele adiantou que a banda fechou-se no momento para concluir novas músicas e para a gravação de uma faixa para o disco tributo à paraibana Rotten Flies.

 Aos queridos Chakal Pedreira, Neto, Eduardo Crispin e Assis Machado, desejamos muita saúde e mais doses de Sangue no Olho, para que aprendamos que sobreviver é muito mais do que, meramente, Ver, Ouvir, Calar! 

*Jairo Mouzzez