Cláudio Renato, Renato Caverna ou Cláudio Costa (como ele assina as redes sociais) é um nome recorrente em outros textos do Noise Land. Isso pelo fato de ter assinado a produção de vários outros trabalhos como Elétron, Növa, Cianeto HC, Aero, Garoto Andróide etc.

A Escrotos, formada por Cláudio Renato (Guitarra e Voz) Geovane (Baixo e Voz) Marcello Pesseguini – Micróbio (bateria) lançou em abril/2020 o Vivendo em Agonia, seu segundo trabalho, trazendo o peso do Thrashpunk piauiense, feito com extrema competência.

Riffs precisos de guitarra e baixo, com uma bateria violentíssima e tecnicamente beirando a perfeição são as marcas desse trabalho, que trás em suas letras a indignação com o status quo de uma sociedade que teima em consertar seus erros com erros mais graves.

O trabalho conta com 7 faixas, todas muito bem executadas, nas quais destaco duas: a faixa título do álbum, Vivendo em Agonia, que traz um riff marcante em sua introdução e Não me Representa, onde a afinação grave da bateria unida a vários grooves diferentes são a cereja do bolo de um ótimo disco.

*Jairo Mouzze