O ano começou promissor no cenário independente americano. Após uma década do seu disco de estreia, o trio californiano Kids On A Crime Spree lançou o primeiro álbum cheio intitulado “Fall In Love Not In Line” (Slumberland Records) contendo dez faixas – em 27 minutos de duração – com o mais expressivo guitar-noise-pop.

Divulgação

A banda de Bay Area, San Francisco, é comandada pelo cantor, compositor e baixista Mario Hernandez que gravou o play em seu estúdio caseiro com equipamento vintage e postura lo-fi, dando com isso um “charme” sixties nas composições – tá lá as referências a surf music, ao garage-jangle pop e ao punk ramoneano.  O play é de fácil degustação, simples e melódico. A poderosa faixa de abertura “Karl Kardel Building” é o exemplar “modus faciendi” com baixo distorcido, bateria de levada reta e a intervenção pontual de uma guitarra barulhenta. O disco é todo consistente, no qual também destacamos  “All Things Fade”, que é o primeiro vídeo-single; “Goods Get Got”; a surfistica “Boomdoom” e a garageira “Steve, Why Are You Such A Liar?”.  Um dos plays mais agradáveis desse ano que irá figurar na lista “best of” de muita gente.

Por fim um adendo para o selo Slumberland Recs, uma veteraníssima entidade dos indies americanos, em atividade desde 1989 – constando em seu portfolio grupos como Velocity Girl, Stereolab e Veronica Falls – e que agora no começo do ano lançou ótimos discos das bandas Artsick, The Red, Pinks & Purples e Papercuts, os quais recomendamos imediata audição.

https://slumberlandrecs.bandcamp.com/album/fall-in-love-not-in-line