Time for Myself, o EP de estreia do projeto de soft rock do Ed Curva, músico brasileiro radicado na Nova Zelândia, é, acima de tudo, sobre saúde mental. As quatro faixas instrumentais do registro sugerem — e oferecem — sensações de calmaria, o urgente desacelerar das horas de trabalho e também dialoga com a busca pelo tempo exclusivamente para si mesmo. São construções de um indivíduo, mas que servem para um coletivo.

Ouça Time for Myself aqui: https://ditto.fm/time-for-myself-ed-curva.

O registro foi gravado em 2021 entre Brasil e Nova Zelândia e como ressalta Ed Curva, o lançamento neste momento é também uma forma de expandir os próprios horizontes, perto de um mundo quase vencendo a pandemia da Covid-19.

Arte de Lorenzo D’Alessandro

“Todo mundo chega numa hora que precisa recalibrar. No meu caso, precisei mostrar para mim mesmo que eu ainda conseguia estar ativo e fazer música do meu jeito, no meu ritmo. Quando me dediquei a este momento comigo mesmo, essas músicas me encontraram”, ele revela.

Quando iniciou este projeto, as quatro faixas estão bem definidas — seria o número exato do registro e interligadas por um fio condutor, que repassa sobre a questão da saúde mental e, principalmente, falar de que devemos ter um tempo, qualquer que seja, para nós mesmos.

Até a ordem do EP já estava pronta antes das músicas serem finalizadas. “Essas músicas me emocionam de um jeito que eu não sei muito bem explicar. Vem tudo de uma vez: tranquilidade, paz, raiva, saudade, tensão, desconforto, alegria, culpa, gratidão”, contextualiza o músico.

Focado, Curva é meticuloso nos acordes, melodias e sentimentos que fluem de sua guitarra. Em todas as faixas, o músico tenta exprimir sentimentos e dialogar sobre eles com o ouvinte.

Time for Myself é a sua catarse pessoal, assim como é um material para pessoas ao redor do mundo também encontrar e fazer a sua própria catarse.

Além de Curva na guitarra, também participaram das gravações deste EP os músicos Robson Ras (teclado), Paulo Freitas (baixo), Guilherme Miguel (bateria), com produção de Jeff Arantes.

Foto: Kiran Patel

Ed Curva nas redes

www.instagram.com/eduardocurva

Eduardo Curva é brasileiro, natural de Campinas, e atualmente mora na Nova Zelândia. Toca violão desde os 10 anos e estuda guitarra desde os 20, com foco na improvisação e buscando notas sentimentais e passionais.

Ele cresceu tocando na igreja rodeado por músicos acostumados com grandes palcos e, inevitavelmente, o gospel é uma das referências em seus projetos.

“Encontro-me entre o rock e o blues, influenciado por nomes como Gary Clark Jr, John Mayer e Richie Kotzen, sem contar os clássicos BB King, Albert Collins e Stevie Ray Vaughan. Outras inspirações vêm de música brasileira até do metal progressivo”, ele conta.

O primeiro trabalho solo lançado por Curva foi o single blues rock ‘Forget About Me’, em 2019.

Atualmente, Curva toca guitarra com o duo junto à esposa, chamado Electric soul duo (https://electricsoulduo.com/) e ainda toca e grava guitarras para Bruci Jordan (www.facebook.com/brucij), músico brasileiro que também mora em Auckland.

Ficha técnica de Time for Myself

Música: Ed Curva
Produção: Jeff Arantes
Teclados: Robson Rãs
Baixo: Paulo Freitas
Bateria: Guilherme Miguel
Mix: Jeff Arantes

Arte da capa: Lorenzo D’Alessandro

Ouça Time for Myself aqui: