Os corpos não são iguais, os corpos não são iguais. Assim, como um mantra, Paula Raia (a metade do duo carioca Tuim) estreia seu projeto solo exaltando a diversidade do indivíduo por meio da beleza de características únicas. Ninguém é igual a ninguém, mas todos pertencem ao mundo e devem ocupar todo e qualquer espaço.

A música também ganhou um video clipe, gravado em diferentes espaços no Rio de Janeiro, reforçando a pluralidade no conceito que Paula expressa em ‘Os Corpos não são iguais’. A direção artística é de Laura Fragoso. Ela faz a direção artística do álbum visual, gravou e editou e também projetou as imagens em empenas.

Foto: Laura Fragoso

A música nasceu de um auto questionamento sobre o corpo, mas ‘Os corpos não são iguais’ em momento algum se trata somente de Paula – é uma reflexão universal. O single visa ser uma arte acolhedora e agregadora, uma melodia que reverbera em busca de paz diante dos padrões que a sociedade tenta impor.

“Os Corpos não são iguais” é o ponto de partida de uma trajetória que Paula traça em paralelo ao Tuim, banda que atua ao lado do também músico e compositor Felipe Habib. O disco completo está previsto para o mês de junho.