Pessoas da Noise Land, estou chegando neste espaço pra falar com vocês sobre produções audiovisuais. Meu nome é Susy, sou publicitária e apaixonada por filmes, documentários, séries e alguns comerciais de TV.

De vez em quando vou compartilhar aqui uns achados desse mundo. Opiniões, resenhas, críticas ou mesmo dicas simples do que você pode ver naqueles 40 minutos que sobram no seu dia, quando sobram.

Neste texto introdutório as dicas estão mais parecidas com um alerta pra gente – eu me incluo – olhar pra produção audivisual local que está ganhando o mundo. É aquela coisa, né: esperamos os gringos valorizarem o que é nosso pra enxergar o que tava bem do nosso ladinho. E além de olhar, produzir também. Por que não?

O filme Encarnado, que se passa no sertão do Piauí, estreou internacionalmente no último dia 7 dentro da 68ª edição o Festival Internacional de Cuirtas de Oberhausen. A ficha técnica da produção é assinada por piauienses. Ana Clara Ribeiro e Otávio Almeida escreveram e dirigiram o curta-metragem, que também contou com a presença de Áureo Tupinambá e Marcelo Evelin na equipe, figuras apenas emblemáticas da cultura piauiense.

Ainda não tem previsão de exibição por aqui, mas caso seja premiado lá na Alemanha, o Encarnado pode chegar a concorrer ao prêmio de Melhor Curta-Metragem no Oscar do ano que vem. É pra ficar de olho!

Pros criativos a dica é o 17º Encontro Nacional de Cinema e Vídeo dos Sertões que acontece em Floriano no mês de julho próximo. As inscrições estão abertas até 31/05 em diversas categorias que vão de longa-metragem de ficção até curta-metragem animação. Todas as informações já estão disponíveis no site www.cinemadossertoes.com. É pra participar!

Antes de finalizar esse nosso primeiro contato  gostaria de destacar que ambas as iniciativas só foram realizadas graças a incentivos e leis culturais que infelizmente estão sendo alvo de extermínio por parte do atual governo. E é isso, Fora Bolsonaro!