Sucessor do álbum homônimo, lançado em 2020 e presente em listas com os 50 melhores discos daquele ano, Obsidian Dome, segundo disco da banda Corona Nimbus, teve início durante o período pandêmico. 

Fora pré-produzido por Júlio Baros e Junior Vieira no Studio 202, em Teresina-PI, entre novembro de 2020 e fevereiro de 2021.

Em março de 2021 a banda desembarcou em São Paulo para gravar no renomado estúdio Family Mob. Lá foram recebidos por Estevam Romera, Hugo Silva e Otávio Rossato (Tata); filmmaker, técnico de som e assistente de gravação, respectivamente. Também participaram das sessões no Family o produtor musical lago Guimarães (que assina mix e master da obra), Jean Dolabella (Sepultura, Ego Kill Tatent) bateria, Rob Ashtoffen (baixo), lago Dayvison (bateria).

Após o período de gravação e finalização das músicas, a banda fecha lançamento e distribuição do disco pelo celebrado selo Xaninho Discos.

Em português, Pedra Obsidiana é uma rocha negra formada a partir do rápido arrefecimento de lava vulcânica que, em tempos antigos fora utilizada na fabricação de facas, flechas e lanças, extremamente protetora, servindo de escudo contra a negatividade. A pedra Obsidiana traz consigo o conhecimento da terra, considerada uma das pedras mais poderosas em questão energética, capaz de modificar totalmente a vida de uma pessoa, absorvendo as energias negativas do ambiente e nos fortalecendo em tempos de necessidades. 

“Indubitavelmente, este é um álbum mais denso e sombrio, formando o equilíbrio do qual tanto falamos desde o início da banda. Trata-se da continuação de uma saga que busco trazer à tona, sendo elevada a um novo estágio de sensações e nível técnico”, afirma Júlio. 

Obsidian Dome é uma sinergia de forças construída por várias mãos de diferentes lugares do país e celebrado a cada faixa. O som vai do sludge metal ao stoner rock, com jazz e música nordestina.

O disco traz uma série de participações mais que especiais. Além do pessoal já citado na produção, contribuem com seus talentos Gabi Barreto, Fagão, Fyb C, Victor Rocha e outros. Um timaço para uma produção primorosa.