Com mais de uma década de trajetória na música e com três singles e um EP já lançados, o
cantor e compositor Fenando Vasques experimenta apresentar suas canções com um som
mais encorpado, a partir da interação com outros músicos e uma produção, ao mesmo pop e
densa, em seu segundo EP “Ano Passado”, já disponível nas plataformas
digitais.

O lirismo inquieto e encantador, que sempre marcou o trabalho de composição de Fernando
Vasques, somado a uma construção instrumental que instiga e desarma o ouvinte pela sua
imprevisibilidade e beleza são as principais marcas do novo projeto, desenvolvido ao lado do
grupo formado por Guilherme Chiappetta (baixo), Thiago Righi (arranjos, guitarras, baixo e
vozes) e Bianca Predieri (bateria), que também dividem a produção do EP.

Com base na música folk brasileira (todas as canções foram compostas na viola caipira),
mesclada a uma sonoridade nada óbvia de pop/rock psicodélico e adornada por texturas e
inventivas sutilezas, o trabalho apresenta influências diversas e familiares, mas que soam
novas, resultando numa música que emerge tanto concentrada como audaciosa. “O EP traz
inevitavelmente um reflexo desse momento de travessia da pandemia que vivemos e
transpassa uma sensação expansiva e reflexiva”, comenta Fernando. “Essas canções são para
mim como portos de uma navegação instável repleta de desafios, estações de rádio em
sintonia rara”.

“Ano Passado” conta com quatro faixas, todas inéditas e compostas por Fernando. Sem ser
diretamente político, o trabalho inspira resistência às obscuridades e incertezas dos tempos
atuais, pela via de seu brilho suave e de um inegável senso de renovação essencial. “Desejo
que as canções impulsionem ímpetos de perseverança, apesar de tudo o que passamos
enquanto humanidade nesses últimos tempos”.