Dando continuidade a apresentação das atrações locais no Festival GiraSol, temos três expoentes de épocas e sonoridades diferentes: Bia e os Becks, Preto Kedé e a banda Acesso.

Após 10 anos embelezando os palcos de Teresina e outras terras, com participações em festivais importantes, como o Festival Dosol, em Natal – RN, a banda anunciou uma pausa das suas atividades com um show intitulado Fim do Começo, que aconteceu dentro da programação de aniversário do Teatro 4 de Setembro, e terá como último o show que acontecerá no Festival GiraSol. A Bia e os Becks no palco é sucesso garantido.

Foto: Geleia Total

Preto Kedé é já é uma realidade na música Piauiense. Quem já viu alguma apresentação do artista, sabe do que estamos falando. Preto Kedé veio de uma formação de um grupo de rapper chamado “A Irmandade”, desde 2019 se apresenta com seu trabalho solo, onde mistura ritmos, sempre numa mensagem direta, mostrando a realidade de onde veio.

Apesar de seguir na carreira solo afirma: “A Irmandade nunca morreu, tem sua história e vai além da música, muito além da roupa folgada, de uma letra de Rap. A Irmandade está em todo lugar, nunca vai morrer!”.  

Foto: Instagram do artista.

Tem tudo para ser um dos grandes shows do Festival.

Formada em meados de 2001, numa das edições do Chapadão, festival de música mais tradicional de Teresina, a Banda Acesso seguiu conquistando o público através de participações em renomados festivais: THE Music, Tribos Rock, Ceará Music, Cajuína Pop etc.

Certeza que a nostalgia tomará conta do palco com hits como “Palavras no Papel” e “Espelho”, sempre cantada em coro nos shows. Além disso, devemos aguardar as surpresas entre os convidados pela banda para subiram ao palco neste dia.

Foto: Instagram da banda