Após longos de sete anos, Tulipa Ruiz lançou, na última sexta-feira (23), em todas as plataformas digitais, seu novo disco de inéditas, “Habilidades extraordinárias”, o quinto de sua carreira. 

“Habilidades Extraordinárias” foi produzido por Gustavo Ruiz, irmão, guitarrista e parceiro de várias músicas do repertório da cantora. O álbum, gravado no Estúdio Brocal, de Tulipa e Gustavo, é cercado de cuidados especiais, começando pela captação analógica. “Decidimos gravar o disco na fita ao invés de computador. Utilizamos um gravador Tascam de 8 canais em ½ polegada. O teste definitivo foi Samaúma, a primeira música gravada que norteou a sonoridade do disco”, diz Gustavo.

Foto: Divulgação/Nino Andres Biasizzo

Entre os desafios da era digital, a cantora ressalta a presença diante de um mundo onde as pessoas estão cada vez mais dispersas. Por mais que a tecnologia e as redes sociais facilitem o processo de produção, artistas de todos os gêneros passam a ser reféns de grandes corporações e têm que se adaptar ao novo para chamar atenção para os trabalhos.

“Lançamos um single de 5 minutos e nem passou pela minha cabeça o TikTok, onde os frames são menores — totalmente na contramão do que o mercado quer que eu faça. Porém, o retorno de como ele atingiu meu público foi gigantesco. Isso me fortalece para seguir entendendo que o algoritmo, as visualizações e as estratégias mudaram. A nossa luta, como artistas, é sobreviver dentro deste jogo cruel”.